Novo PDDU

Novo PDDU consolida 42 unidades de conservação

Dentre os elementos estruturadores do território definidos pelo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU), está o Sistema de Áreas de Valor Ambiental e Cultural (SAVAM). E é aí que o atual PDDU, Lei 9.069/2016, mostra seu principal e inegável avanço: o aumento exponencial das áreas protegidas na cidade, em especial se compararmos a com o PDDU de 2008.

O PDDU anterior trazia apenas 5 áreas delimitadas como parques com poligonais definidas. Mesmo que áreas como parques e áreas verdes já sejam de uso público e estejam consolidadas como tais, a ausência de delimitação em lei específica fragilizava o espaço, permitindo reduções, ocupações e suscitando dúvidas sobre seus limites. O Novo PDDU consolidou 42 unidades de conservação integrantes do SAVAM com poligonais, suas áreas e limites. É o primeiro passo para que parques e remanescentes de Mata Atlântica sejam preservados, ampliando o acesso do cidadão soteropolitano a áreas verdes de lazer. Dentre os 42 parques delimitados, 16 são áreas que figuram como unidades de conservação pela primeira vez, totalizando mais de 19 milhões de metros quadrados de novos espaços protegidos no município.

Somando apenas as áreas (38.889.684m²) elencadas no Novo PDDU e dividindo pela população de Salvador (2.921.087), teremos um índice de 13,31m² de área verde por habitante. Nessa conta não estão praças, largos e áreas verdes com menos de 25.000m² o que ampliaria de forma significativa esse índice. O grande desafio é democratizar o acesso à essas áreas, independente de bairro ou região, e é nesse sentido que caminha o Salvador Capital da Mata Atlântica.

Confira o Novo PDDU

Leave a Reply

Your email address will not be published.